Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Loading...
Gênese da Fé no Novo Mundo

Histórico de exposições permanentes, temporárias e itinerantes

EM CARTAZ | 2020 | 2019 | 2018 | 2017 | 2016 | 2015 | 2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007

Gênese da Fé no Novo Mundo
Palácio dos Bandeirantes, de 14 de maio a 31 de julho de 2007

Desde o nascimento desta nação, as expressões artísticas estão vinculadas à fé do brasileiro, o que por si justifica uma exposição de arte sacra como essa. Para vê-la, você vai percorrer cinco núcleos: o primeiro, no Salão Barroco, mostra obras raras do primeiro século da conquista da terra e a evangelização pelas ordens religiosas; o segundo apresenta as diversas denominações dadas à Virgem e aos santos da religiosidade brasileira – representados nos oratórios baianos, mineiros e ainda na imaginária paulista dos séculos 17 e 18; o terceiro está centrado na canonização de Santo Frei Antonio de Sant’ana Galvão, com obras do santo e grande arquiteto. O quarto núcleo traz o esplendor do barroco português, no Salão dos Conselhos, integrado a obras exponenciais do barroco mineiro. Finalmente, o quinto núcleo vem completar esses mais de 400 anos de história de arte sacra, com a união entre o barroco e o modernismo brasileiro.

A reunião, pela primeira vez em nossa história, de preciosidades jesuíticas quinhentistas, incluindo raros exemplares de outros museus paulistas ao lado das importantes peças sacras do Acervo dos Palácios do Governo, no Palácio dos Bandeirantes, em um centro de informação e apreciação artística confirma sua presença na área de conservação e divulgação da arte brasileira.

Percival Tirapeli
Curador da exposição

Governo do Estado de SP